sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Sossego

Te esperei tanto
que quando chegaste
já estava confortável
em minha solidão
e não havia mais espaço
pra nós dois.

3 comentários:

Márcia(clarinha) disse...

Acomodar-se na solidão...
Não!

lindo dia,flor
beijos

Isaac Marinho disse...

Entendo...
Como já dizia o sábio: "A esperança que se retarda deixa o coração doente".
Mas não devemos nos entregar à solidão, a menos que sejamos capazes de suportá-la sem grandes dificuldades.

Fique bem.

Um abraço.

tanatus disse...

muito bom o seu blog...
vou add nos meus "FAVORITOS"...
abaixo um poema meu, se o kiseres publicar, deixo-o aki...

Meus Dias
(Phillipe Oyiivan Velásquez)

Passam lentos meus dias!

Envoltos na fria
Mortalha do tempo!

Seguem mortos, em silêncio...

Tão fúnebres!
Vazios!
Meus dias são...

Cobertos de luto!
Tão tristes!
Sombrios!

Meus dias...
Imersos na solidão
São como folhas ao vento:
Vem...E vão...

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.