quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Fechar os olhos e pular...


Cega
me jogo de cabeça
no abismo dos teus braços.
Confio plenamente
nas sensações
e sorrio
- mulher de coração infantil –
ante a doce leveza
de nunca mais precisar enxergar.

Nenhum comentário:

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.