sábado, 27 de setembro de 2008

Paulo Leminski


Leminski, um de meus referenciais na poesia, nasceu em Curitiba em 1944. Durante sua vida escreveu vários livros, dentre eles meu preferido: Caprichos e Relaxos. Este livro me acompanhou pela adolescência e acabou influenciando várias das minhas composições. Uma de minhas poesias favoritas não vem deste livro, contudo. Foi publicada em Distraídos Venceremos, em 1987. Tem tudo a ver comigo:

Escrevo. E pronto.
Escrevo porque preciso,
preciso porque estou tonto.
Ninguém tem nada com isso.
Escrevo porque amanhece,
e as estrelas lá no céu
lembram letras no papel,
quando o poema me anoitece.
A aranha tece teias.
O peixe beija e morde o que vê.
Eu escrevo apenas.
Tem que ter por quê?



Leminski também compôs com Caetano Veloso e A Cor do Som, entre 1970 e 1989. Para saber mais sobre este poeta genial e sua extensa obra, clique aqui.

Um comentário:

Gian Danton/Ivan Carlo disse...

Eu também gosto bastante da poesia do Leminski. Em Curitiba passam uma semana comemorando o aniversário dele. Aí fui convocada a fazer uma matéria sobre ele e descobri que ele era também roteirista de quadrinhos - uma fase geralmente ignorada em sua biografia.

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.