segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Dos compartimentos secretos...










Essa mulher em que pensas
não tem a face que guardas.
Não sabes ler em sua face
porque não consegues ver
nos sorrisos escondidos
olhares dissimulados
gemidos, suores, pecados.
Traz a liberdade dos que não se prendem,
e reflete o brilho que não me cobre
dança cirandas que não me atrevo
atravessa pontes que nunca cruzo
grita palavras que eu não digo.
Essa mulher a que te acorrentas
é mais que um rosto que brilha
É a face do mal que não sabes
que trazes também contigo
rompantes, vendavais, enchentes
febre, crime e castigo.

2 comentários:

J.F. de Souza disse...

nesse
mundo
labirinto de
espelhos
posso me perder

me dá tua mão

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

não quero partir
porque não há chegada,
a ponte do sonho caiu,
sem margens
a minha rota
atravessa o suor
de gaivotas poisando,
pétalas de sorrisos
sugam-me os lábios
salpicando o meu rosto,
és uma flor ?
pergunta-me o vento,
não, não sou nada,
quero ser o mar
simplesmente,

poetaeusou


Uma bela semana pra você...
Abraços

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.