quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Só sei amar assim...


Quem me conhece sabe que eu sou muito intensa. Vivo cada minuto como se fosse o último. Sem tempo pra pensar muito, sem muitas neurores, vivo apenas. Quem já deu um beijinho em papai do céu e foi devolvido sabe do que eu estou falando. Qualquer hora pode ser a última. Não, isso não tem nada de dramático ou dolorido, ao contrário! Faz com que aproveitemos mais, tudo, sempre. Às vezes acho que sou meio maluca, transparente demais, curiosa demais, ou seja, INTENSA. Mas já vi que não sou só eu! Herbert Vianna escreveu essa música belíssima, que a Zizi Possi gravou. Profunda. Visceral. Linda. Fala de amor, mas não é só isso. Fala nas entrelinhas do que é sentir muito. O oposto da superficialidade que normalmente baseia as relações entre as pessoas. Medo demais, comodismo demais, preguiça de sentir.


Eu só sei amar assim

(Herbert Vianna)


Muito pra mim é nada
Tudo pra mim não basta
Eu quero cada gesto
Cada palavra
Cada segundo da sua atenção
Faça isso por mim
Leve a dor pra longe daqui
Estou cansada de ouvir que eu só sei amar errado
Estou cansada de me dividir

No que é certo no amor
Quem é que vai dizer
o que falar?
Calar?
Querer?

Eu quero absurdos
Quero amor sem fim
Quero te dizer que
Eu só sei amar assim...

Um comentário:

Kiara Guedes disse...

Mulher!!! Algo assim parecido... comigo???!!!! Mas é isso mesmo que importa, viver, antes de morrer! Bjs

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.