quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Sussurro















Minha boca desacostumada a calar
tenta engolir com a saliva
o gosto que não deveria sentir.

Pulsa em mim
em desafio
o nome doce e proibido
da palavra que não se limita:

amor.

5 comentários:

Thiago disse...

adoro. você já ouviu falar da viviane mosé? dê uma olhadinha: www.thiagobalieiro.blogspot.com. Diz o que achas. beijo.

Lilian Dalledone disse...

Tô passando lá!
Beijos e obrigada pela visita!

Luciana P. disse...

Uau!
Adorei esses versos!

Beijos!Bom final de semana!

Andréia M. G. disse...

Não somente a palavra, mas o sentimento em si é ilimitado. Viva o amor!

Lucy disse...

Hum que lindo Lilian.
Perfeito!

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.