sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Confissão
















A confissão escapuliu-me da boca
e ecoou
solitária
na noite quente.
Minha palavra incontida
não encontrou companhia
no coração empedrado.

Nunca me incomodei com o silêncio
até que ele pesou em meus ouvidos.

3 comentários:

wcastanheira disse...

Nunca me incomodei com o silêncio, belo texto qtas vezes em silêncio nosso coração está gritando e outras gritando snossa alma está em pleno silêncio, obrigado por sua bela visita, uma ligação do Amapá com RS, linda esta permissão destes blogs, amo isto, adorei sua matéria sobre seu estado, realmente bela dica, é muito bom andar por aqui, bjos, bjos, bjosss

Talita Prates disse...

Que bonito!

O silêncio e sua insustentável leveza...

Bjo.

ONG ALERTA disse...

O sil~encio nos faz pensar no presente, paz.

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.