segunda-feira, 11 de julho de 2011

Teimo














Teimo em não esquecer
e palpito forte a cada lembrança
que faz formigar meus dedos
e aquecer meu coração.

Teimo em não fraquejar
mesmo que a carne estremeça
os olhos marejem
e eu queira voltar.

Teimo em escrever histórias
que não vingarão nunca
nem sob a chuva forte.
Pra que um dia eu recorde
que não foi sonho não
mas acabou.



Nenhum comentário:

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.