sábado, 16 de junho de 2012

Desencontro
















Não desista de me desencontrar
desviar meus caminhos
entrar pela porta errada
me surpreender
Não desista de me lembrar quem sou
ou quem fui
que nesses dias de poucas memórias
toda moeda é fortuna.
Ainda não consigo cantar
mas escuto tudo.

Um comentário:

Sueli disse...

Amei seu blog! De agora em diante, serei visita constante. Não li tudo, mas pretendo, aos poucos. Suas palavras têm a "minha cara"...rs. Um abraço!

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.