quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Janelas noturnas


A moça de olhos sinceros
esconde um segredo
sozinha
em silêncio acanhado.

Mas o amor que se disfarça
queima as entranhas da noite
quando a lua se renova.

Cuidado.

2 comentários:

Danibarboza disse...

Adoro poesias, e é tão difícil encontrar quem goste também, parece que virou coisa do passado...
Mas seu blog está para mostrar o contrário...Poesia é tudo de bom!!!!!!

wcastanheira disse...

Apaixona-me tuas poesias, sem métrica e tão métricas, sem rima e tão rimadas, falam direto, vão amago do coração, bjos, bjos.

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.